Só mais um site WordPress.com

>Carta de Mozart#

>’Quer saber como eu componho? Posso dizer-lhe apenas isto: quando me sinto bem disposto, seja na carruagem quando viajo, seja de noite quando durmo, ocorrem-me idéias aos jorros, soberbamente. Como e donde, não sei. As que me agradam, guardo-as como se tivessem sido trazidas por outras pessoas, retenho-as bem na memória e, uma após a outra, delas tomo a parte necessária, para fazer um pastel segundo as regras do contraponto, da harmonia, dos instrumentos, etc. Então, em profundo sossego, sinto aquilo crescer, crescer para a claridade de tal forma que a obra mesmo extensa se completa na minha cabeça e posso abrangê-la de um só relance, como um belo retrato ou uma bela mulher… Quando chego neste ponto, nada mais esqueço, porque boa memória é o maior dom que Deus me deu.’

Carta de Mozart a explicar o seu processo de composição.
Qátiia Guerreiro,
extraído de -> =D

Advertisements

4 responses

  1. >(tinha posto isto no meu trabalho de musica do ano passado xDD)

    04/05/2009 às 23:21

  2. >O riso dele, ahahah xD

    05/05/2009 às 00:18

  3. >mesmo,é o rir xDD

    05/05/2009 às 06:59

  4. >*mas era brilhante tatiana

    05/05/2009 às 19:35

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s